Pages

terça-feira, 25 de maio de 2010

Se querem saber, não tenho feito anda de interessante, talvez seja por isso que eu esteja a tanto tempo sem postar.
Mas hoje me deu uma saudade louca desse lugar.
Resolvi voltar, mas agora falando sobre alguma coisa interessante:
O tempo anda mudando drásticamente, mas não o tempo da rua, o tempo aqui em casa.
Sabe quando tu acha que o teto vai desabar sobre a tua cabeça a qualquer momento? Então, o meu teto tá beeeeem rachadinho, mas dai eu me lembro que eu não preciso me preocupar, por que qualquer coisa é só comprar uma casa nova, sabe?!
Não sei se alguém entende o que eu to falando, mas sei lá, eu entendo, pra mim tá bom rs.
Esses tempos eu tava conversando com um amigo sobre as coisas atuais, como os conceitos mudaram. Não só em relação as coisas exteriores, mas em relação a tudo, as pessoas mudaram de forma tão drástica em tão pouco tempo...
Eu ando meio revoltada com o mundo, ando pensando muito, escutando muuuuuuito legião urbana, que é muito racional, tem uma parte de uma musica que é meu atual lema:

'todos os dias quando acordo
não tenho mais o tempo que passei
mas tenho muito tempo,
tenho todo o tempo do mundo'

Não sei se faz muito sentido, mas pra mim faz, de novo. Por que todo mundo tem muito tempo, mas acaba se apegando tanto pelas coisas que perdeu nos dias, meses e/ou anos anteriores, que acaba não percebendo que ainda tem muito tempo pra viver, que ainda tem muito tempo pra fazer tudo o que não fez ou tem tempo o suficiente pra consertar tudo de errado que fez. Tá, talvez não tudo, mas a grande maioria pode.
Era isso, beijos.

2 coments:

Jessi dlç disse...

faz sentido sim e entendo perfeitamente.

JanaínaCMarques disse...

Eu concordo que as pessoas podem consertar tudo de errado que fizeram. Mas é preciso que se queira muito isso e uma boa dose de humildade pra deixar o orgulho de lado e fazer dar certo dessa vez! Eu tenho visto e convivido com mt gente orgulhosa que perde mt coisa na vida por não admitir a culpa ou um erro ou simplesmente pq o orgulho camufla o medo de agir.

Postar um comentário